Gestao do tempo

Qual é o principal motivo da falta de tempo das pessoas hoje?

Mario Persona - 
As pessoas não estão com falta de tempo, mas com excesso de opções. Há 30 anos tínhamos quatro ou cinco canais de TV, hoje temos quarenta ou cinqüenta e gastamos mais tempo navegando entre eles do que assistindo. Uma família tinha duas ou três dezenas de discos de vinil, com umas quatorze músicas em cada um. Hoje temos dez vezes isso em apenas um CD em formato MP3 ou muito mais nas memórias de computadores, iPods e dispositivos semelhantes. O número de opções de dispositivos de comunicação também era muito menor e ficava restrito ao rádio, TV e telefone ou fax.

Outra mudança tremenda que ocorreu foi na acessibilidade. Há 30 anos alguém só conseguia falar comigo pessoalmente ou por telefone, caso eu estivesse próximo a um aparelho. Hoje as pessoas conseguem me encontrar e se comunicar comigo a qualquer hora do dia ou da noite, em qualquer lugar do planeta. Celulares, e-mails, messengers - há tantos canais de comunicação que até o banheiro pode se transformar em lugar de trabalho e uma teleconferência pode incluir alguém em algum lugar do mundo sentado em uma privada, desde que se regule a câmera para pegar da cintura para cima.

Ampliar o portfolio das revendas de informatica

Fui entrevistado pela revista T&D Magazine para uma matéria sobre ampliação de portfólio de revendas de produtos de tecnologia da informação. A íntegra da entrevista você encontra aqui.

Em que situação pode ser vantajosa a ampliação do portfolio ou mix de produtos e serviços no comércio, de forma geral, e no comércio de informática? Quais as questões que devem ser avaliadas para a tomada de decisão?

Mario Persona - A ampliação do portfolio ou mix de produtos depende muito da área e do negócio. Se tenho uma sapataria, posso ter herdado o negócio de meu avô e deixá-lo para meus netos e o produto continuará sendo o mesmo por gerações: calçados. Os modelos irão passar de moda em moda e ser substituídos por outros, mas meu produto continuará a ser sempre o sapato, que continuará sendo vendido em pares, além de alguns acessórios que também permanecem, como cintos, bolsas e carteiras. No máximo eu terei de contratar alguém para trocar a bateria de algum tênis multimídia que algum fabricante resolva inventar, mas não vai passar disso.

O mesmo não acontece na área de informática. Os canais e revendas precisam viver o tempo todo com um olho no mercado e outro em seu portfolio de produtos. O olho no mercado é necessário para detectar as linhas que o revendedor deve abandonar, por terem se transformado em eletrodomésticos e serem agora vendidas em grandes magazines e supermercados.

Como pedir aumento

Fui entrevistado pelo caderno de economia do Jornal "A Crítica" de Manaus em 26/06/2007 para uma matéria sobre pedido de aumento no emprego. A íntegra da entrevista você encontra aqui.

O que devemos considerar antes de pedir aumento?

Mario Persona - O primeiro passo é verificar se a pessoa que trabalha tem poder de barganha, se possui algo que possa interessar ao empregador, algum tipo de moeda de troca. A relação de um profissional com a empresa que o contrata é de a um vendedor de seus talentos e habilidades. A empresa paga pelo que seu colaborador sabe fazer e faz, portanto é preciso que ele tenha esta bagagem - saber e fazer - se quiser solicitar um aumento.

Sem entrar na questão de dissídios e aumentos naturais, aos quais pode-se ter direito independente de ser competente ou não, ao solicitar um aumento o profissional deve fazer uma auto-análise para identificar o que possui de valor agregado que não tinha quando começou a ganhar o salário atual. Esse valor agregado pode ser uma nova atividade que esteja desempenhando, um curso de especialização que fez, a fluência em um novo idioma que agora já utiliza na empresa, algo de novo que agora esteja oferecendo no desempenho de sua função e qualquer outra coisa pela qual gostaria de ser recompensado. Quando vamos comprar um carro, estamos dispostos a pagar mais pelos equipamentos adicionais, portanto o profissional deve saber identificar que adicionais ele agregou às suas competências antes de pleitear um aumento.

Outra possibilidade é negociar uma nova função baseado em novas habilidades que agora ele possui, mas que ainda não esteja sendo capaz de colocar em prática na função atual. Se ele perceber uma possibilidade de colocar essas habilidades em prática, já é um bom começo para negociar um pedido de aumento. Mas, repetindo, é sempre importante ter em mente que um pedido de aumento deve ser encarado como uma negociação onde o upgrade no salário corresponde a um upgrade na função ou atividades que exerce.

Paixao de vender

Fui entrevistado pela Revista Venda Mais para uma matéria sobre a importância da paixão na arte de vender. A íntegra de minha entrevista você encontra aqui.

Venda Mais - Qual a diferença que faz na carreira e nos resultados de um vendedor ser apaixonado pelo que vende?

Mario Persona - Há dois tipos de vendedores: aquele que é apaixonado por vender e o que é apaixonado por aquilo que vende. O primeiro nem precisa ser vendedor, mas acaba vendendo, tamanha é sua paixão. É o caso, por exemplo, de um torcedor de um time de futebol. Para falar de seu time ele não mede esforços, dá o melhor de si e não teme a oposição ou o ridículo. Ele é um apaixonado e vive em um mundo à parte, acreditando que as pessoas seriam mais felizes se torcessem pelo mesmo time.

PARTE 1


O que e' empregabilidade?

Fui entrevistado pelo site Valia para uma matéria sobre empregabilidade. A íntegra de minha entrevista você encontra aqui.

Valia: O que é empregabilidade?

Mario Persona: Vejo empregabilidade como a capacidade de um profissional estar apto a atender um determinado segmento de mercado. Empregabilidade geralmente vem acompanhada de adaptabilidade, que é a capacidade de se adaptar às exigências do mercado. Isto é importantíssimo para qualquer profissional, já que não podemos esperar que o nosso cliente - o empregador ou contratante - se adapte a nós, e sim nós a ele. Disponibilidade é outra qualidade que eu acrescentaria e está relacionada a prontidão, vontade e disposição para agir.



Postagens populares

O palestrante Mario Persona fala de Criatividade, Carreira, Comunicação, Marketing & Vendas em entrevistas para jornais, revistas, sites e emissoras de rádio e TV.